PJ DESFAZ ESQUEMA

algemas_pj

A Policia Judiciária (PJ) de Setúbal desmantelou um esquema montado por três associações empresariais dos concelhos de Beja, Portalegre, e Setúbal, que pediam fundos ao Estado para a realização de projetos económicos de interesse, e uma empresa que lhes fornecia faturas destinadas a justificar despesas, muitas delas inexistentes, perante o Estado.

Este o esquema terá lesado o tesouro público em cerca de 400 mil euros. No âmbito da investigação da PJ foram constituídas arguidas as três entidades empresariais envolvidas e o gestor da empresa que fornecia as faturas (que tem ligações a responsáveis das associações).
São suspeitos de crimes de fraude na obtenção de subsídios públicos, desvio de subsídios e fraude fiscal. Os factos em investigação foram praticados entre 2007 e 2012.

O dinheiro requisitado destinava-se, segundo os pedidos, a desenvolver os projetos empresariais. Os responsáveis das associações empresariais estavam obrigados a justificar todas as despesas feitas. E foi no âmbito da fiscalização feita pela Direção Geral das Atividades Económicas que foram descobertas as irregularidades comunicadas à Polícia Judiciária.

A investigação prossegue para apurar eventuais desvios de fundos.

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe a sua resposta